sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Escolhas


Todos os dias me pergunto se sigo o caminho certo. Se as escolhas que faço são as mais correctas, se os trilhos que palmo são os que me levam ao sítio certo (seja ele qual for). Nunca saberei... a única coisa que sei é que independentemente da escolha que faça, faço-o sempre com o coração e com honestidade. Faço-o porque sinto ser o melhor e mais correcto, para mim e para os outros. Posso ser mal interpretada... Sentirem desinteresse ou falta de sacrifício, ou pior... falta de vontade. Não, nada do que me move é isso. O Amor é o que me move... A mim e aos outros. E lamento... lamento mesmo muito se a Vida não conspira a meu (nosso) favor. Lamento perturbar a Vida dos outros com as minhas escolhas. Mas só sei ser assim... Inteiramente honesta ao que trago no peito. 

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

O Cancro


A palavra que mais ecoa na minha cabeça de uns tempos para cá. Sou da área de ciências mas ninguém nos ensina a lidar com esta doença. Sei como se forma, sei o que afecta, sei o que pode vir a fazer ao corpo. Não sei como se lida com ela. No início deste mês foi-me diagnosticado um tumor borderline no ovário. Este tipo de tumor, que não é maligno nem benigno, é o chamado início de cancro do ovário. Durante uns dias custou habituar-me a esta ideia e à ideia de perder um ovário pelo meio. Estive internada duas vezes. Das duas vezes lidei de perto, muito perto, com doenças inimagináveis e dolorosas para as mulheres. Biópsias, mastectomias, histerectomias, etc. Cada história ouvida é sentida com igual intensidade à dor de quem a partilha. Lê-se medo no olhar, sente-se a tristeza e revolta. Mas em cada uma delas também vejo a força, a esperança e a alegria do querer. Vejo a esperança e resignação do "podia ser pior". E de facto pode. Ontem uma menina de 13 anos disse-me que tem um nódulo mamário e é controlada de 3 em 3 meses, com medicação diária. Hoje soube que um colega de trabalho, com menos de 30 anos, será seguido no IPO. Continuo sem saber lidar com esta doença. Mas, uma coisa eu sei... Tudo na vida se aprende. Aprende-se a lidar para a seguir se vencer. Eu acredito na força e vontade do querer, e acreditar já é meio caminho para a vitória. 

domingo, 29 de outubro de 2017

A arte de Amar


A Eucaristia Dominical de hoje foi dedicada ao Amor, a Deus e ao próximo. Para mim, (quase) tudo na Vida se resume ao Amor. Se não amamos em plenitude, não amamos. Seja pessoas, seja trabalho, etc. Um "Amo-te" meio sentido vale zero. No meio de dias sombrios e tristes, só o Amor nos salva. Aliás, salva sempre... até em dias luminosos. O meu Amor é intenso e cheio... e faz tanto sentido desta forma. E nesta fase atribulada e tumultuosa... É o Amor que me alenta e me aquece, sempre será. 

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Voyeur à força


No meio do caos que anda a minha vida a quase todos os níveis (salva-se o meu Amor), há sempre qualquer coisa sui generis que me acontece. Num destes dias vinha descansadinha a conduzir, depois de um dia "enxertado em corno de cabra", ou seja, bem complicado... e olho para um dos prédios no caminho. Era já noite e o prédio era totalmente envidraçado de cima a baixo. Num dos andares de cima, um rapaz cozinhava e dançava com (só) o belo de slip branco, completamente alheado de tudo e todos. Depois de um dia complicado é sempre bom rir-me assim. Gosto de pensar que era para a sua mais-que-tudo que chegaria entretanto. aahah 

(FICA A DICA A.M. :P )

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Quando ele vai...


... sorrio. Escondo a saudade e a tristeza no peito, e sorrio. Escondo o vazio da presença e do calor da pele, e sorrio. Escondo a melancolia dos dias "sem" ele, e sorrio. Sorrio porque sei que ele volta, retornamos um ao outro... sempre. 

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Eu


... não vou a lado nenhum. Estou e estarei aqui, sempre, meu Amor.

sábado, 9 de setembro de 2017

Rescaldo#2



Estes últimos têm sido particularmente complicados. A recuperação não é tão rápida como queria ainda que agora esteja no bom caminho. Os problemas profissionais e o facto de não poder resolvê-los com brevidade, e porque não dependem só de mim, fizeram destes meus últimos dias um Inferno. Dores, noites mal dormidas, lágrimas, rabugice, etc. A Fé anima-me na esperança e certeza de que Ele está comigo, sempre. E depois existe ele, o meu Amor de longe. No meio deste turbilhão de problemas que não são dele (directamente falando), ele permanece sempre Presente. Ele sabe da minha tristeza e melancolia, mesmo por palavras não ditas... e ele tenta do seu modo atrapalhado animar-me e fazer-me rir, a sentir-me amada e desejada, a sentir-me acompanhada, a desdramatizar os problemas ainda que tenha mais medo do que eu. Ele é o calor dos meus dias e noites... E sou tão mais feliz com ele. 

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Rescaldo


Assim se acabaram as férias e começaram as "férias". Poucas mas deliciosas. Os amigos de sempre, sempre presentes. Os momentos a dois souberam a tão pouco pelo muito que significaram e me fizeram sentir. O sol, o mar, a piscina, o calor, o aconchego, os amigos, os beijos, as palavras, os sorrisos, O Amor... Um recheio maravilhoso das minhas férias. Agora estou de "férias", forçadas. Uma operação cirúrgica inevitável e uma recuperação lenta. Correu tudo muito bem, e continua a correr. Só a minha (pouca) paciência para estar de papo para o ar e a sentir-me inútil, e o facto de me "afastar" de quem me é precioso... me fazem ficar mais desalentada. Não tenho vocação para estar parada :P Valha-me as séries e filmes sem fim. ahahah

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Bem-vindo ;)

 

"Agora
Leva-me para longe, leva-me para onde for
Não importa onde, nem importa quando
Só peço que não demores"

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Amo(r)


É fazer-se presente, em todas as situações. É cuidar. É ser pilar nas horas tristes. É ser alicerce nas horas confusas. É chamar "Amor". É rir das peripécias e desdramatizar os sentimentos. É adormecer e acordar com a pessoa na mente e no coração. É dizer Bom dias sorridentes e doces. É dizer Boas noites apaixonadas e saudosas. É viver com a saudade a cada instante. É desejar todos os segundos do dia. É sorrir de felicidade. É isto... e tanto mais... ;) 

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Vida Toda



Hoje de manhã vinha para o Departamento e eis que me aparece esta música no rádio. Emocionei-me. O Amor é para a Vida Toda, personificado nas mais diversas formas e pessoas. 

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Ele é...


... Doce, Lindo, Divertido, Inteligente, Rezingão, Quente, Companheiro, Amigo, Conselheiro, Engraçado, Teimoso, Bondoso, Leal, Trabalhador, Competente, Cavalheiro, Escrupuloso, Protector... e eu tenho a sorte de lhe chamar meu Amor. ;) 

terça-feira, 18 de julho de 2017

Coisas da Vida


Ontem, quando saí do departamento, passei por um casal de meia idade a retirar comida do caixote do lixo. Os caixotes junto das cantinas estão normalmente recheados de comida, ou outros produtos, que diariamente são descartados. O carrinho de mão que traziam denuncia uma prática recorrente. Estas situações dão-me sempre um aperto no estômago. Tentar perceber o ponto de desespero ou necessidade que leva alguém a procurar comida num caixote do lixo, diariamente. É só muito triste.

domingo, 9 de julho de 2017